O tal ócio criativo

O termo vem lá do italiano Domenico de Masi e diz q “… o ócio, longe de ser negativo, é um fator que estimula a criatividade pessoal” (via Wikipedia). Nunca estudei isso a fundo, nem sei se pretendo, todavia vou-me aventurar a falar um pouco sobre o assunto, baseado unicamente em experiência pessoal.

Não sei se o q faço vem de momentos ócio, mas sou estimulado a criar desafios como formas de aprender coisas novas. Lembro-me q, em Salvador, para estudar aquarela, decidi participar de salões de humor. Naquela época os salões só aceitavam “artes tradicionais”, nada de arte digital. Então eu tinha um motivo para impulsionar o estudo. Claro q na bagagem eu ainda treinava o humor, a criatividade, disciplina de prazos, essas coisas. Mas não era um “estudo solto”, havia um propósito. Não estou fazendo apologia ao pragmatismo, porém sem foco, sem objetivo, a vontade inicial se perde e vai para outras coisas.

Criei tumblrs em que publicava o resultado dos meus “exercícios criativos”, q é o termo q prefiro usar. Meu trabalho me exige muitas vezes soluções rápidas, não tenho lá muito tempo para experimentar, testar. Então bolei saídas para “brincar” um pouco, tentar pelo menos algo diferente, sem exigências externas. Além de canalizar energia criativa, muitas vezes são essas experiências q me fornecem as “soluções rápidas” q uso no dia a dia. Mas a estrutura de tumblr é meio engessada. Eu precisava de algo mais…

Então veio a… programação! Resistindo “bravamente”, acabei cedendo. Acho q tudo vem a seu tempo e agora me sinto mais maduro (quem sabe?) para me arvorar neste universo e somar ao trabalho q já faço. Mais uma vez sem a cobrança, vou aos poucos pegando antigas (e novas) ideias q antes ocupavam outros suportes e vou remodelando-as, explorando recursos, criando algum tipo de diferencial em relação ao q já eram.

Tudo isso para introduzir mais uma dessas brincadeiras criativas, um projeto q nasceu num tumblr com o nome de 50 coisas redondas, uma alusão aos tais 50 tons de cinza. O blog ainda existe, mas peguei a ideia original, expandi-a um pouco e usei-a como estímulo para treinar HTML, CSS e Javascript. O resultado virou o 60 paradinhas redondas. Nesta versão expandida, explico o porquê de escolher o número 60 e porque a forma redonda. Acho serviu ao seu propósito: estudar!

divulgacao.gif

Anúncios
O tal ócio criativo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s