Intrépida trupe

Misturar assuntos é algo de que gosto muito. Na hq abaixo falo um pouco sobre uma figura de linguagem chamada aliteração (repetição de fonemas idênticos ou parecidos no início de várias palavras na mesma frase ou verso, visando obter efeito estilístico na prosa poética e na poesia) usando a matemática como meio.

Os 3 intrépidos triângulos

Anúncios
Intrépida trupe

Triângulos, quadrinhos e Leonardo

After a long time… Algumas ideias ainda persistem. Guardadas em cadernos, misturadas a anotações da “vida comum” (lembrete de contas a pagar, números de telefone ou lista de coisas para comprar no mercado) ou ocupando espaço no hd ou na “nuvem”, uma hora elas acabam ganhando vida. Meu traço vai ficando cada vez mais sintético. Tenho medo de q seja apenas preguiça de desenhar. Arriscar a dizer q é estilo é perigoso, pois estilo é algo q se constrói, amadurece. Atribuem uma frase ao grande Leonardo da Vinci:

“Síntese é o último grau de sofisticação.”

Ainda estou em processo (acho q todos estamos). Enquanto isso, segue uma dessas ideias “persistentes”.
Biologia matemática - a reprodução dos triângulos

Triângulos, quadrinhos e Leonardo

Tan…tan…tan…tan…tantantantantan…

Eu sei q o nome original é Jaws. Cresci com essa palavra associada ao “bicho”. Mas só há pouco tempo (na verdade hoje pela manhã), eu notei q a palavra está no plural e o “bicho” é um só. Jaw significa mandíbula. Logo, jaws quer dizer mandíbula”s”.

Tudo fez sentido!

Ainda hoje tb lembrei q  já havia feito umas manchas em homenagem a um dos cartazes de filme mais emblemáticos de cinema. Tubarões são figuras muito interessantes. Um estudo feito sobre shapes aponta o triângulo como uma forma associada ao perigo. Basta lembrar as cobras: as venenosas possuem cabeça triangular. Os tubarões não fogem à regra. Este conceito foi levado para o character design tb. Quer fazer um bom vilão malvadão? Capriche nos triângulos, nas pontas… Pegue o Scar ou o Jafar, por exemplo.

À noite desencavei um link para assistir ao clássico de 1975, realizado por Steven Spielberg e baseado em romance homônimo de Peter Benchley (tb li o livro, q é muito bom). O filme traz aí o Roy Scheider e o Richard Dreyfuss novinhos! Voltei às minhas “manchas”, mas resolvi usar o nome do animal em inglês, shark. Além da palavra ser simétrica em relação ao “a”, se usarmos esta letra em maiúsculas, tb teremos um triângulo.

Pra mim, fez todo sentido!

Eu sei q jaws tb têm “a”, mas… não é simétrico! #implicante!

Tan…tan…tan…tan…tantantantantan…